sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

6º Dia: O amor não se irrita facilmente


Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar 
o seu espírito do que conquistar uma cidade. - Provérbios 16:32

O amor é tardio em ofender e pronto a perdoar. Você se irrita e se ofende facilmente? Algumas pessoas têm a frase: "Nunca perca uma oportunidade de ficar chateado com o seu cônjuge" como lema. Quando alguma coisa dá errada, elas rapidamente conseguem um jeito de se beneficiarem, expressando o quanto estão frustradas ou machucadas. Mas essa reação é oposta ao amor.
Irritar-se facilmente significa "estar próximo à ponta de uma faca". Não livre de ser ferido. As pessoas que se irritam facilmente são fechadas, oprimidas e prontas para reagir.

Quando sob pressão, o amor não se irrita. Problemas pequenos não criam grandes contra-ataques. A verdade é, amor não se ira ou se machuca a menos que exista uma razão legítima e justa diante de Deus. Um marido amoroso permanecerá calmo e paciente, mostrando miserirdia e contendo seu temperamento. Raiva e violência estão fora de cogitação. A esposa amorosa não é extremamente sensível ou mal-humorada, mas exerce o autocontrole emocional. Ela prefere ser uma flor entre os espinhos e responde amigavelmente às situações difíceis.
Se você está caminhando sob a influência do amor, você será motivo de alegria, não de dor. Pergunte a si mesmo, "Sou uma brisa suave ou uma tempestade esperando para agir?"

Por que as pessoas se irritam facilmente? Existem, pelo menos, duas razões principais que contribuem para isso:
Estresse. O estresse nos sobrecarrega, suga nossa energia, enfraquece nossa saúde, e nos deixa mal-humorados. O estresse pode ser causado por problemas de relacionamento: discussões, divisões e amargura. Existem as questões de excesso: trabalhar muito, jogar muito e gastar excessivamente, e existem as deficiências: não descansar, não se alimentar e não se exercitar o suficiente. Muitas vezes, nos submetemos a esses males, e isso nos torna irritáveis.
A vida é uma maratona, não uma corrida de 100 metros rasos. Isto significa que você deve balancear, priorizar e medir seus passos. Com freqüência jogamos a cautela ao vento e corremos disparados, fazendo o que parece correto no momento. Em pouco tempo ficamos sem ar, presos em amarras e prestes a falar de maneira dura. A crescente pressão pode acabar com a nossa
p
aciência e, conseqüentemente, com o nosso relacionamento.
A Bíblia pode nos ajudar a evitar o estresse que é prejudicial à saúde. Ela nos ensina a deixar o amor guiar nosso relacionamento e a não cair em discussões desnecessárias (Colossenses 3:12-14). A orar pelas nossas ansiedades ao invés de lidar com elas por nós mesmos (Filipenses 4:6-7). A delegar tarefas quando estivermos sobrecarregados (Êxodo 18: 17-23). A evitar prazeres excessivos (Provérbios 25:16).
A Bíblia também nos exorta a guardar o "sábado", tirar um dia por semana para adorar e descansar. Estrategicamente isto nos permite recarregar a bateria, ajustar o foco e acrescentar um tempo para respirar em nossa agenda. Estabelecer esse tipo de espaço extra faz com que os impactos das pressões ao nosso redor sejam amortecidos, reduzindo o estresse que nos mantém no limite com nosso cônjuge. Mas existe uma razão mais profunda que contribui para uma pessoa se irritar facilmente.
Egoísmo. Quando nos irritamos facilmente, o coração do problema é primeiramente um problema do coração. Jesus disse, "Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca" (Mateus 12:34). Algumas pessoas são como limão: quando a vida as espreme, elas liberam uma resposta azeda. Alguns são mais parecidos com o ssego: quando pressionados, a resposta ainda é doce.
Irar-se facilmente é um indicador de que uma área escondida de egoísmo e insegurança está presente onde o amor deveria reinar. Mas o egoísmo também veste muitas outras máscaras:
A cobiça, por exemplo, é o resultado de ser ingrato pelo que você tem e escolher encobrir ou se apaixonar por algo que é proibido. Quando o coração é ambicioso, ele se irrita e se frustra
facilmente (Tiago 4:1-3). A amargura cria raiz quando respondemos de maneira crítica e nos recusamos a tratar nossa raiva. A raiva não resolvida de uma pessoa amargurada vem à tona quando é provocada (Efésios 4:31). A ambição por mais dinheiro e posse nos frustrará com desejos inalcançáveis (1 Timóteo 6:9-10). Essas fortes paixões, unidas com a insatisfação, nos levam a ofender qualquer um que esteja em nosso caminho. O orgulho nos leva a agir de forma áspera para protegermos nosso ego e reputação.
Estas motivações nunca serão satisfeitas. Mas quando o amor entra em nosso coração, ele nos acalma e nos inspira a tirar o foco de nós mesmos. Ele liberta nosso entendimento e nos
ajuda a liberar as coisas desnecessárias.
O amor nos levará a perdoar ao invés de guardar rancor. A sermos gratos em lugar de mesquinhos. A sermos satisfeitos ao invés de prontos a fazer dívidas. O amor nos encoraja a ficarmos felizes quando o outro é bem sucedido, em lugar de perder o sono de tanta inveja. O amor diz, "compartilhe a herança" ao invés de "dispute com seus parentes". O amor nos lembra de priorizar a família em lugar de sacrificá-la por uma promoção no trabalho. No final das contas, o amor diminui o estresse e ajuda a acabar com o veneno que pode crescer dentro de nós em cada decisão que tomamos. Assim, ele prepara o nosso coração para responder ao nosso cônjuge com paciência! e encorajamento, ao invés de responder com raiva e irritação.

» Desafio de hoje »

Escolha hoje para reagir de maneira amorosa, apesar das circunstâncias do seu casamento. Comece fazendo uma lista das áreas em que você precisa separar um tempo para respirar. Então,
faça uma lista das motivações negativas e abra mão delas.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Em que áreas da sua vida você precisa estabelecer limites? Quando foi a última vez que reagiu de forma exagerada? Qual foi a motivação real por trás disso? Quais foram as decisões que você tomou hoje?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Por isso procuro sempre conservar minha consciência limpa diante de Deus e dos homens
(Atos 24: 16)

11 comentários:

  1. Sempre reajo de forma amorosa. Mas de qualquer forma vou maneirar quando brigarmos. E vou dar todo amor, carinho e atenção pra ele. Ele tem me tratado mal, mesmo eu o tratando bem. Não tem mais paciência comigo. Mas tenho fé em Deus de que tudo vai melhorar.

    ResponderExcluir
  2. Eu me sinto sufocada pois eu mesma nao quero mais sair de casa, eu, o culpo... pois na minha, mente egoista ele destruiu minha vontade de viver, sei que nao e verdade e vou lutar contra isso para nao mais culpa-lo. O passado me atormenta e por isso ajo exageradamente, mesmo eu tendo todas as respostas q precisava, isso q perturba nosso casamento, devo perdoa-lo dia apos dia.

    ResponderExcluir
  3. Não me irritei hj. Estou seguindo firme e forte. Deus no comando da minha vida.

    ResponderExcluir
  4. Fui um amor de pessoa kkkkkkk

    T.S.R.

    ResponderExcluir
  5. Estou buscando não focar somente nas obrigações e priorizar os relacionamentos... Preciso melhorar no celular tbm... Não tem um mês q estresse bastante e a verdadeira motivação era stress e mágoas acumuladas.
    Vou me policiar e definir limites p celular

    ResponderExcluir
  6. Foi tranquilo... Creio que estamos caminhando pra uma melhora
    (;

    ResponderExcluir
  7. Eu reajo de maneira exagerada qdo sou rejeitada . Tenho problemas com rejeição. Mas agora vou me esforçar p lidar com isso de forma mais tranquila , e entender as escolhas das pessoas sem em sentir inferior por isso é seguir

    ResponderExcluir
  8. Amanha vou completar meu sexto dia, apesar de estarmos "BEM" conversando, ela sempre acha uma forma de jogar alguma coisa em minha cara, moramos na mesma casa e me deu 15 dias para ir embora, por uma briga boba, ja não quer mais que eu a toque, ou a vejo nua, me disse para procurar outras garotas e ja perdeu o interesse em mim, as vezes da vontade de desistir, ir embora e deixa-la na casa com meus filhos, mais tenho feé em Deus e creio que voltaremos, e envelheceremos juntos para criarmos nossos filhos, corri atraz dela 12 anos da minha vida, e correria mais 1000 anos.

    ResponderExcluir
  9. Preciso tirar um tempo das minhas emoções, dos meus sentimentos, das minhas reações e dos meus medos. Minhas motivações negativas são: mágoas, remorsos, raivas, vontade de falar demais, medo e dúvida do futuro. EU ABRO MÃO HOJE EM NOME DE JESUS! Ontem, 16/09 foi a última vez que reagi de forma exagerada. A motivação foi a mágoa e a raiva. Decidi buscar a longanimidade e o domínio próprio e assim não deixar mais minhas emoções me controlarem !

    ResponderExcluir